Você sabe o que é cardiopatia congênita?


Cardiopatias congênitas são alterações na estrutura e função do coração, que surgem nas primeiras oito semanas de gestação, quando se forma o coração do bebê. Ocorre por uma alteração no desenvolvimento embrionário da estrutura cardíaca.


Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata. E cerca de 80% desses necessitarão de alguma cirurgia cardíaca durante sua evolução.

Existem vários tipos de cardiopatias, que podem ser leves e descobertas na idade adulta, até as mais graves, capazes de alterar o fluxo de sangue para o corpo. Os sintomas podem aparecer no nascimento, infância ou somente na fase adulta. E em alguns casos, podem nem aparecer sintomas.


Dependendo do tipo de cardiopatia, os recém-nascidos e bebês podem apresentar sintomas, como:

  • Cianose (coloração roxa na ponta dos dedos ou nos lábios);

  • Suor excessivo;

  • Cansaço excessivo durante as mamadas;

  • Palidez e apatia;

  • Baixo peso e pouco apetite;

  • Respiração rápida e curta mesmo em repouso;

  • Irritação.


As crianças mais velhas ou adultos podem apresentar sintomas, como:

  • Coração acelerado e boca roxa após esforços;

  • Infecções respiratórias frequentes;

  • Cansaço fácil em relação as outras crianças da mesma idade;

  • Não desenvolve, nem ganha peso normalmente.


Não existe prevenção. Porém, hábitos de vida saudável e acompanhamento pré-natal são fundamentais. Também é recomendado fazer o Teste do Coraçãozinho ainda na maternidade!



Cuide de você, cuide do seu coração, tenha um cardiologista de confiança.

Dra. Kécia Amorim

Médica Cardiologista

CRM GO 13874

RQE 10821


AGENDE UMA CONSULTA


Posts recentes

Ver tudo