Mitos e verdades sobre marca-passo



O marca-passo é um aparelho implantado sob a pele de pessoas que sofrem distúrbios dos batimentos do coração, o que pode acarretar uma ameaça à vida.


Apesar dos implantes serem cada vez mais comuns, o uso do marca-passo ainda gera muitas dúvidas, poucos sabem o que um portador de marca-passo pode e o que não pode.

Por isso, separei alguns mitos e verdades sobre o uso desse aparelho. Confira:


“Quem usa marca-passo não pode usar celular”

Mito

- Sobre o telefone celular, o recomendado é usá-lo no ouvido do lado contrário de onde o marca-passo está implantado.

O Iphone 12 e o Apple Watch podem interferir sim e devem ficar distantes dos dispositivos.


“Quem usa marca-passo não pode fazer o exame de ressonância magnética”

Verdade

- Deve-se evitar fazer exames ou procedimentos médicos como ressonância magnética, ablação por radiofrequência, radioterapia, litotripsia ou mapeamento eletro-anatômico, pois podem interferir no funcionamento do marca-passo.


“Quem usa marca-passo não pode se exercitar”

Mito

- Prática de atividades físicas deve ser avaliada segundo à condição cardíaca.


“Quem usa marca-passo não pode praticar alguns esportes”

Verdade

- Quem tem marca-passo e deseja iniciar algum esperte precisa consultar um médico para ser ou não liberado.


“Detectores de metal (de bancos, aeroportos) detectam o marca-passo”

Verdade

- Aeroportos e detectores de metais detectam o marca-passo, porém a possibilidade de interferência sobre o aparelho é mínima.



Cuide de você, cuide do seu coração, tenha um cardiologista de confiança.


Dra. Kécia Amorim

Médica Cardiologista

CRM GO 13874

RQE 10821



AGENDE UMA CONSULTA

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo